Conheça os diferentes tipos de auditoria ambiental

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Leitura de 6 min

Mesmo com as crises e oscilações na economia, o mundo ainda caminha em direção aos novos modelos de negócios que valorizam a preservação do meio ambiente e dos recursos naturais. Por este motivo, as organizações que adotam um modelo de gestão mais sustentável vêm conseguindo mais espaço no mercado e gerando, muitas vezes, uma reação em cadeia.

 

Nenhuma empresa quer ficar de fora do movimento verde, seja para não sofrer penalidades previstas em lei, seja para conquistar um mercado consumidor que, cada vez mais, aposta em iniciativas sustentáveis. Hoje, a maior parte das empresas quer diminuir seus impactos sobre o meio ambiente e busca atender às exigências da legislação ambiental. Nesse contexto, as auditorias ambientais são a solução mais adequada para atender essa demanda.

 

Para saber como funcionam as auditorias ambientais, quais os tipos de auditoria ambiental, as normas que regem esse tipo de procedimento e por que elas podem representar um ganho para a sua empresa, vale a pena conferir este post!

 

O que é uma auditoria ambiental e quem conduz o processo

 

Uma auditoria ambiental pode ser definida como um procedimento sistemático, realizado por uma entidade externa à empresa, que visa avaliar sua adequação às normas e demais critérios de proteção e valorização do meio ambiente.

 

Essas entidades externas podem ser órgãos públicos voltados à fiscalização das normas ambientais, ou mesmo entidades privadas que visam tanto a certificação, quanto a avaliação de conformidade para o fechamento de operações específicas.

 

Como o dano ambiental é considerado um ônus de alto valor, que pode prejudicar não só o caixa da empresa como também a sua imagem, é muito comum que se audite uma empresa antes de ela ser vendida ou mesmo nos processos de fusão.

 

Toda auditoria, embora possa avaliar diferentes aspectos da conformidade da empresa, tem como principal objetivo gerar uma série de medidas de adequação, além da implementação de boas práticas voltadas a uma cultura de sustentabilidade e proteção do meio ambiente.

 

Mais do que avaliar a conformidade e o cumprimento das normas ambientais, esses processos também avaliam a regularidade das licenças e os procedimentos internos capazes de gerar impactos negativos ao meio ambiente.

 

A importância da auditoria ambiental no marketing verde

 

A adoção de boas práticas e do compliance (cumprimento das leis e normas) também faz com que as empresas transformem esse investimento em ações do chamado marketing verde. Como a preservação ambiental e a sustentabilidade são vistas como um valor, cada vez mais companhias querem associar seus produtos e serviços a este diferencial.

 

A auditoria ambiental é, portanto, o principal instrumento para atestar o compliance de uma empresa. É por meio de uma auditoria ambiental que uma companhia pode ser avaliada, para que então se ateste se a empresa cumpre ou não todas as exigências das normas ambientais.

 

Portanto, a auditoria serve para certificar que a empresa atende a legislação e que todo o seu discurso tem fundamento prático e não é apenas green washing.

 

A regulamentação das auditorias ambientais

 

O Brasil conta com uma série de leis e normas que regulamentam a questão ambiental. Como todos os municípios, estados e também o Governo Federal podem editar leis voltadas à proteção do meio ambiente, a quantidade de normas que devem ser observadas por uma empresa durante um processo de auditoria não são poucas.

 

Neste sentido, contar com o auxílio de um advogado especializado na área é essencial, afinal, além do grande volume de normas, existem regras específicas de interpretação e de validade que podem fazer com que algumas normas sejam priorizadas em detrimento de outras.

 

Além das normas que regulam a questão ambiental em si, existem normas específicas que tratam sobre o processo de auditoria. É o caso, por exemplo, da NBR ISO 19011, que dispõe de diretrizes específicas para todas as auditorias que contemplam o sistema de gestão de qualidade ou ambiental.

 

Tipos de auditoria ambiental

 

Assim como existem diversas entidades que são responsáveis por conduzir os processos de auditoria, existem diferentes tipos de auditorias. Em geral, quando entidades privadas realizam esse procedimento, os tipos de auditoria executados são os seguintes:

 

Auditoria de Conformidade Legal

 

O principal objetivo dessa auditoria é avaliar se as práticas da empresa estão adequadas à legislação ambiental. Em geral, esse procedimento é conduzido quando a empresa necessita de alguma licença ambiental, ou quando pretende prevenir a aplicação de multas e outras sanções.

 

Auditoria de Sistemas de Gestão

 

Nas auditorias de Sistemas de Gestão, o objetivo é verificar se a empresa conta com todos os requisitos necessários para atender as normas e exigências ambientais. Além de avaliar a conformidade, essas auditorias visam a adequação ou a certificação.

 

Auditoria de Avaliação do Desempenho

 

A finalidade desse procedimento é verificar todos os indicadores ambientais da empresa, como o consumo de água, a geração de resíduos, a emissão de poluentes, o consumo de energia, entre outros.

 

Auditoria de Descomissionamento

 

Esse tipo de auditoria é bastante específico e é realizado somente quando existe o fechamento de uma indústria ou de um empreendimento com alto potencial poluidor. O objetivo dessa auditoria é verificar se o local não apresenta riscos futuros tanto ao meio ambiente quanto à população.

 

Auditoria da Cadeia Produtiva

 

A responsabilidade ambiental é considerada objetiva e solidária. Portanto, todos os agentes envolvidos em uma cadeia de produção podem ser responsabilizados por um eventual dano ambiental. O objetivo dessa auditoria é avaliar todos os parceiros, fornecedores que podem trazer riscos para a empresa.

 

Auditoria de Responsabilidade

 

Em razão da sistemática da responsabilidade ambiental, nos processos de fusão e aquisição de empresas é muito comum que se avalie os eventuais passivos ambientais que poderão impactar na operação. Além de avaliar quais são, é muito comum que se precifique ou estime o valor desses passivos nesse tipo de procedimento.

 

Auditoria Pós-Acidente

 

Os acidentes ambientais trazem responsabilidades e um alto ônus para as empresas. Por isso, no período pós-acidente, é comum que se investigue quais foram as razões que levaram ao acidente e quais medidas devem ser adotadas visando a prevenção de uma nova ocorrência.

 

Hoje as empresas contam com diversos motivos para buscarem uma auditoria ambiental. Trata-se de um investimento que vai além da conformidade do negócio, gerando impactos positivos para a imagem e o marketing da organização. Além disso, como as sanções de natureza ambiental costumam ter um valor bastante alto, esse tipo de investimento pode ser uma forma de proteger o faturamento e a segurança financeira de um negócio.

Você já conhecia o funcionamento dos diversos tipos de auditoria ambiental? Quer receber mais informações e conteúdos exclusivos que podem auxiliar na conformidade legal do seu negócio? Então não deixe de assinar nossa newsletter!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima