7 passos para o início da carreira na advocacia

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Leitura de 9 min

O início de uma jornada é muitas vezes o momento mais difícil dela. É por isso que queremos lhe ajudar com algumas dicas para o início da sua carreira na advocacia.

Na nossa sociedade de advogados, temos desde profissionais com mais de 30 anos de experiência até pessoas que estão em seu início na carreira, o que nos permite ter conhecimento para lhe ajudar a decidir no que você deve focar para ter uma advocacia de sucesso.

Se você ainda não sabe quais vão ser os seus primeiros passos, queremos lhe oferecer ao menos algumas reflexões para que você possa clarear a sua mente e iniciar esse caminho que pode parecer assustador, mas certamente será muito gratificante.

Está pronto para começar?

Primeiro passo no início da carreira na advocacia: seja um empreendedor enxuto

Para iniciar a sua carreira, você deve ter a mente de um empreendedor. Uma pessoa que empreende é alguém que tira ideias do papel. Essa é a diferença entre um sonhador e quem realmente faz acontecer.

Para você começar na profissão, você terá, sim, que planejar tudo nos mínimos detalhes, porém, tome cuidado para a fase do planejamento não se tornar eterna.

Alguém já disse que é melhor algo feito do que algo perfeito, mas que nunca chegou a acontecer.

Então, tenha coragem e empreenda!

Não caia, porém, no erro de querer começar grande demais. Será que você realmente precisa de um funcionário? Será que você de verdade necessita de um escritório físico? Seria de fato interessante abrir uma pessoa jurídica já no início?

Hoje, temos diversas soluções tecnológicas e no setor de serviços que podem proporcionar uma experiência satisfatória para você e para os seus clientes sem um investimento inicial significativo em pessoal e infraestrutura, é o exemplo dos espaços de coworking e escritório virtual, por exemplo, que lhe fornecerão um atendente para os seus clientes, um endereço para o recebimento de correspondências e um espaço para trabalho e reuniões.

Lembre-se, tudo o que você economizar no início é importante.

Segundo passo no início da carreira na advocacia: tenha um foco

No início da carreira na advocacia, o que mais se quer, obviamente, é ver retorno dos seus esforços. Se esse retorno for financeiro, então, melhor ainda. 

Por isso, é comum que o advogado no início de carreira aceite qualquer trabalho que lhe ofereçam, não importa se ele está atuando, ao mesmo tempo, em uma reclamação trabalhista, em um despejo e em uma ação no Juizado Especial Criminal, o que importa são os pagamentos dos honorários.

Acontece que isso impede que você crie autoridade em um determinado assunto, em um ramo do direito ou em um tipo de ação. 

Se você é um clínico geral, você tenderá a ter nas mãos os casos mais simples e possivelmente menos rentáveis, ou seja, o que sobrou dos melhores em cada área.

Já se você é conhecido como o melhor advogado de Direito Societário da sua cidade, por exemplo, as pessoas saberão claramente quando lhe procurar e você poderá cobrar honorários compatíveis com a sua autoridade no assunto, além de poder prestar um serviço rápido e mais eficiente para os seus clientes.

Terceiro passo no início da carreira na advocacia: invista em comunicação

A palavra é a principal matéria-prima de um advogado. Seja escrevendo ou falando, um requisito para uma carreira de sucesso é se comunicar bem. Por isso, não economize na sua comunicação.

Um bom curso de redação, um curso de oratória, ler bons livros e assistir outros colegas em audiências e sustentações orais devem fazer parte da rotina de um advogado. Isso é o básico.

Para ir além, você pode se utilizar do legal design, afinal, a palavra é a principal matéria-prima do advogado, mas não é a única, e tudo o que auxilie o magistrado e os servidores a entenderem mais rapidamente as suas argumentações é válido.

Saiba também que não é simplesmente por fazer peças grandes que o seu trabalho é bem feito, inclusive explique isso ao seu cliente. Quando for escrever, tenha sempre em mente a simplicidade, sem ser simplório, e a objetividade.

Afinal, há cada vez mais demandas que abarrotam o Judiciário, e quanto menos tempo a sua precisar para ser apreciada, melhor.

Quarto passo no início da carreira na advocacia: produza conteúdo

A internet e as redes sociais mudaram a forma com que a advocacia se relaciona não só com os clientes, mas com a sociedade.

A produção de conteúdo online é essencial para quem quer conquistar clientes no início da carreira. É claro que você pode se confiar apenas no boca a boca, porém, com a internet, você pode alcançar quem jamais teria contato com o seu trabalho se não fosse por meio da rede.

Com as limitações do Código de Ética da OAB para o marketing dos advogados, uma das formas mais eficazes de chamar a atenção de clientes é produzindo conteúdo. Vídeos, textos e podcasts sobre assuntos jurídicos lhe darão autoridade para que desconhecidos confiem em você para cuidar de questões jurídicas importantes para eles.

A sua primeira impressão ao produzir conteúdo pode ser de que você está trabalhando de graça, mas podemos lhe garantir que não é isso que está acontecendo. Quanto mais conteúdo você disponibiliza online, mais você se destaca no ramo que escolheu para atuar.

O seu cliente pode ser justamente uma pessoa que procura no Google a resposta para uma dúvida jurídica. Se essa pessoa encontrar a explicação para a dúvida dela no seu site, no seu perfil no Instagram ou em alguma outra rede social que você mantém, ela ficará muito mais propensa a lhe contratar para resolver o problema que está passando.

Quinto passo no início da carreira na advocacia: seja prático

É muito comum que o advogado, principalmente no início de carreira, tenha a tentação de mostrar ao cliente muito conhecimento teórico. No entanto, o que o cliente quer é a solução prática de um problema.

Vamos ser sinceros, o conhecimento jurídico nem sempre é prático, porém quando seu cliente chega com uma dúvida, ele não quer uma resposta teórica. Ele quer a solução para um problema real.

Então, quando for responder ao cliente, seja em um primeiro atendimento ou até mesmo durante um processo, pense sempre no lado prático da coisa. Muitas vezes a solução do problema sequer passa por um processo judicial.

Não tente vender para o seu cliente a solução mais cara, mas sim a solução mais prática. Se uma demanda que chegou até você pode ser resolvida com um acordo, por exemplo, antes mesmo do ingresso de uma ação, opte por essa solução, afinal, o que vai marcar o cliente é que você resolveu o problema dele no menor espaço de tempo possível, e não quantas frases em latim você usou.

Sexto passo no início da carreira na advocacia: se importe com o seu cliente

Agora que você entendeu que deve iniciar a sua carreira como advogado de maneira empreendedora e enxuta, investindo na produção de conteúdo e sendo um profissional prático, certamente os primeiros clientes começaram a lhe procurar.

Nessa hora é importante que você se lembre o motivo de você ter feito tudo isso, que é justamente o seu cliente. Infelizmente é comum, para quem milita nos fóruns, encontrar clientes reclamando que têm que buscar as informações dos seus processos diretamente no Judiciário, por não encontrarem, ou não conseguirem mais contato com os seus advogados.

Nós sabemos que nem sempre é uma boa hora para atender uma ligação ou responder uma mensagem urgente. Pode acontecer de você estar em meio a uma audiência ou a um raciocínio em elaboração de uma peça, mas caso você não possa dar atenção ao seu cliente no exato momento em que ele lhe procurar, retorne o contato o mais rápido possível.

A vida de um advogado é cheia de prazos e de imprevistos, explique isso ao seu cliente.

E lembre-se, se tiver que prometer a ele alguma coisa, prometa para um prazo que você efetivamente possa cumprir. Eventualmente, se não conseguir cumprir no prazo que prometeu, não suma da vida dele, tome a iniciativa de explicar o acontecido e diga que está se dedicando ao máximo para entregar a sua promessa o mais rápido possível. Não dar nenhuma explicação só vai piorar o problema.

Então, mantenha sempre uma comunicação direta, rápida e sincera com o seu cliente, é muito melhor do que ter a imagem do profissional inalcançável.

Sétimo passo no início da carreira na advocacia: tenha bons parceiros

Algo que pode impulsionar a sua carreira é uma parceria. Se você está tentando se manter enxuto, mas continuar empreendendo, e está focando em se especializar e criar autoridade em um ramo da advocacia, é essencial que você tenha uma boa parceria.

Afinal, conforme você vai ganhando experiência, ainda mais casos diversos chegarão ao seus cuidados e nem sempre eles serão na sua especialidade ou você terá força de trabalho suficiente para cuidar deles sozinho.

É por isso que ter um parceiro de confiança pode fazer toda a diferença, pois você não deixará de atender ao cliente, lucrando com isso, mas também não perderá seu tempo de foco com o atendimento dele.

A CHC Advocacia tem um programa de parceiros estruturado para lhe ajudar nisso. Podemos auxiliar você desde o atendimento inicial, até a elaboração de um parecer e da apresentação de uma inicial, ou defesa, indo até o trânsito em julgado da ação.

Já temos parceiros espalhados por todo o Brasil que têm experimentado sucesso no atendimento das demandas de seus clientes com a nossa ajuda.

Gostou desses sete passos iniciais para a sua carreira na advocacia? É claro que há muitos outros que você dará para alcançar o seu sonho de ser um advogado de sucesso. Estaremos torcendo por você. Para nos conhecer mais e receber informações sobre o nosso programa de parceiros, baixe o nosso manual e preencha o formulário abaixo, que entraremos em contato!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima