Parceria jurídica: ela pode ajudar a atender melhor seus clientes

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Leitura de 6 min

A advocacia é uma das profissões mais valorosas. O profissional do Direito ajuda as pessoas a encontrarem soluções jurídicas para as mais diversas demandas. No entanto, algumas vezes não é possível que o advogado realize várias tarefas ao mesmo tempo e, nesse ponto, surge a importância da parceria jurídica.

Atualmente, há uma diversidade de áreas de atuação e uma crescente quantidade de demandas. É essencial que os operadores do direito estejam unidos em parcerias para ajudar os clientes e não deixar passar nenhuma oportunidade.

Ficou interessado em conhecer um pouco mais a respeito das parcerias jurídicas e como elas podem auxiliar a se desenvolver e captar ainda mais clientes? Então, este post é para você. Continue a leitura e saiba mais.

Em que consiste a parceria jurídica?

Como dissemos, a demanda de serviços jurídicos para advogados é crescente e, muitas vezes, os operadores do direito se veem obrigados a rejeitar alguns serviços de determinados clientes pelos mais variados motivos.

É importante frisar que, se nos casos citados houvesse algum tipo de auxílio de advogados parceiros, seria possível acumular essas tarefas e, consequentemente, potencializar os ganhos e o destaque no mercado.

Desse modo, a parceria jurídica é um ponto importante para que os escritórios de advocacia se coliguem em demandas específicas a fim de entregar um serviço mais especializado ao cliente ou de prestar auxílio em localidades diversas.

Então, podemos conceituar a parceria entre advogados como uma estratégia encontrada para que escritórios diversos trabalhem unidos, evitando a sobrecarga de tarefas e visando, primordialmente, à execução dos serviços de modo especializado e com muito compromisso com o cliente.

Quais as vantagens de empregar a parceria na advocacia?

Como já ressaltamos, a parceria jurídica pode resultar em diversos ganhos para os profissionais. Com ela, os operadores do direito evitam o acúmulo excessivo de trabalho e são capazes de entregar um serviço de excelência para seus clientes. Vejamos agora quais são os pontos positivos desse tipo de atividade.

Atuação em outras localidades

É muito comum que o advogado tenha processos em comarcas distintas, sendo algumas próximas da cidade em que fica o escritório, mas outras nem tanto. Assim, sempre que surge alguma movimentação processual e os autos ainda são físicos ou quando há a marcação de alguma audiência, o profissional do direito precisa se deslocar até o local, causando gastos ou até choque de horários com outros compromissos.

Nesse aspecto, a parceria jurídica pode se encaixar como uma luva. Com a atuação de um escritório ou advogado parceiro na comarca em que o processo é instruído, deixa de haver a necessidade de se deslocar até o local e há a segurança de que ele se desenvolverá corretamente, pois haverá acompanhamento conjunto e compromissado de dois profissionais.

O advogado parceiro que reside na comarca em que a ação é processada pode fornecer relatórios atualizados e cópias de todas as movimentações. Além disso, comparecerá a audiências e fornecerá todo o auxílio ao cliente naquela localidade.

Tudo isso gera uma prestação de serviços advocatícios com excelência e um destaque muito grande para com os clientes, o que resulta em novas indicações e destaque no mundo jurídico.

Trabalho em especialidades diversas

O Direito é dividido em diversos ramos. Entre eles, podemos citar:

  • Direito Administrativo;
  • Direito Ambiental;
  • Direito Civil;
  • Direito do Consumidor;
  • Direito Contratual;
  • Direito Desportivo;
  • Direito Digital;
  • Direito Empresarial;
  • Direito de Família;
  • Direito Imobiliário;
  • Direito Previdenciário;
  • Direito Trabalhista;
  • Direito Tributário, entre outros.

Cada um desses ramos jurídicos conta com especificidades que necessitam de muito estudo por parte do profissional que atua na área. Por isso, é pouco provável que o advogado seja um especialista em todas as especialidades do direito.

Esse fator gera alguns problemas, como um advogado especialista na área criminal que tem sua atuação voltada para o Direito Penal se ver impossibilitado de atuar em demandas relativas ao Direito Desportivo, por exemplo, por falta de expertise na área.

Com o advento da parceria jurídica, isso não acontecerá. O advogado que se vê diante de alguma demanda que não conste entre suas especialidades poderá entrar em contato com parceiros a fim de que haja a atuação conjunta no caso.

Desse modo, o operador do direito não se verá obrigado a rejeitar a causa e participará dos ganhos dela. O cliente, por sua vez, receberá um serviço de muita qualidade e contará com profissionais especializados para lutar por seus interesses.

Revisão de peças e contratos

Outro ponto importante de serem firmadas parcerias jurídicas é que os profissionais do direito podem se auxiliar, agindo na revisão de peças e contratos redigidos. Esse aspecto é muito importante porque diferentes visões aplicadas podem transmitir horizontes diferentes e corrigir falhas ou aperfeiçoar o que já foi redigido.

Além disso, a visão de um outro profissional parceiro pode trazer a possibilidade de utilizar alguma tese jurídica benéfica aos interesses do cliente e promover uma maior possibilidade de êxito da demanda em juízo.

Como desenvolver a parceria jurídica?

Agora que sabemos a importância de desenvolver parcerias jurídicas e de que forma elas podem auxiliar os advogados, é fundamental entender o que fazer para que essa atividade obtenha êxito. Nesse ponto, é imprescindível encontrar parceiros com os mesmos valores e que tenham comprometimento e conhecimento jurídico capazes de prestar serviços de excelência aos clientes.

É importante também estar atento aos contratos de divisão de honorários para que não exista nenhum tipo de aborrecimento e que seja entregue o valor justo pelos serviços prestados para cada um dos profissionais engajados na tarefa.

Foi possível perceber que a parceria jurídica é importantíssima para que um escritório ou advogados autônomos se desenvolvam e desempenhem tarefas em diversas áreas do direito e em distintas localidades, entre tantos outros benefícios.

Para isso, é fundamental estar atento aos contratos de honorários e encontrar parceiros com o mesmo grau de comprometimento e conhecimento. Desse modo, há uma prestação de serviço de excelência para o cliente e o destaque no universo jurídico.

Gostou deste post e ficou interessado em firmar parcerias jurídicas a fim de se desenvolver no mercado? Então, entre em contato com nosso escritório. Contamos com advogados compromissados e experientes em diversos ramos jurídicos. Teremos prazer em trabalhar ao seu lado.

2 comentários em “Parceria jurídica: ela pode ajudar a atender melhor seus clientes”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima