Procurando franquias baratas? Saiba como fazer a escolha certa!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Leitura de 6 min

O sonho de montar o próprio negócio faz parte da realidade de muitos brasileiros.

Porém, na maioria das vezes, ele esbarra nos diversos obstáculos que surgem pelo caminho, e, por conta disso, as pessoas ficam com receio de apostar as suas economias em algo e não ter o retorno esperado; desistindo antes mesmo de tirá-lo do papel.

A boa notícia é que, apesar de todas as dificuldades, existem formatos que se encaixam aos mais variados orçamentos e habilidades. Não é à toa que as franquias baratas vêm apresentando um crescimento exponencial e representam uma oportunidade que vale muito a pena. Mas como saber se estou fazendo a escolha da franquia certa?

Confira, neste post, o que levar em conta para encontrar e decidir pela melhor alternativa. Boa leitura!

Quais são as vantagens das franquias, se comparadas com os negócios que começam do zero?

O conhecimento do franqueador

Um dos princípios basilares do contrato de franquia consiste na transferência de know-how do franqueador aos franqueados. O objetivo de quem abre o seu negócio para o formato de franquias é que todas as unidades representem a marca de modo bem-sucedido.

Por esse motivo, os franqueados recebem assistência sobre como deve ser a sua atuação. Eles têm acesso a um plano de negócios predefinido, treinamentos sobre a execução das atividades, enfim, todas as instruções adequadas para a padronização dos processos serão repassadas, garantindo o bom desenvolvimento da franquia.

Os manuais e as regras

As franquias são um modelo de negócio que oferece muitas facilidades. Todavia, para usufruir desses benefícios e ter acesso à “receita de sucesso” da marca, os franqueados devem se sujeitar às regras estabelecidas pelo seu fundador e seguir o manual criado por ele.

Em regra, não existe a possibilidade, por exemplo, de inovar em algum produto ou na execução das tarefas. Basicamente, tudo estará sujeito à aprovação do franqueador, até mesmo a escolha e aluguel do local onde a unidade será instalada.

Apesar dessa falta de liberdade, os manuais e regras servirão de guia e apoio para o franqueado. Afinal, todos os padrões já foram testados e aprovados pelos consumidores.

O menor investimento em marketing

Outro aspecto-chave que deve ser levado em consideração por quem pretende iniciar um negócio é que as franquias, via de regra, já têm a sua marca conhecida e consolidada no mercado. Assim, todo o trabalho e investimento de capital para a divulgação do negócio são menores.

Nesse modelo, a parte de custeio do desenvolvimento das campanhas de marketing é compartilhada, o que também reduz significativamente os gastos de comunicação com o público. Ademais, os gastos em geral com a marca são menores do que quando ela é criada do zero.

As compras em conjunto

Outra informação bastante relevante em relação às franquias, e que nem sempre é de conhecimento dos potenciais investidores, são as negociações em rede. Isso significa que todas as matérias-primas e insumos necessários à atividade serão comprados em conjunto.

A vantagem é a notável redução de custos e também a diminuição dos preços para o consumidor. Quando se compra em maiores quantidades, fica mais fácil conseguir propostas mais vantajosas com os fornecedores.

Com a compra coletiva, os franqueados se beneficiam desde as despesas com questões administrativas, como o preço dos uniformes, até os produtos diretamente ligados à sua atividade principal.

Quais os compromissos que os franqueados têm com a matriz?

O sistema de franquias tem características próprias e compromissos do franqueado para com o franqueador que merecem atenção especial de quem vai investir nesse tipo de negócio. Dentre eles, destacamos:

– O tempo de contrato: contratos de franquia têm prazo determinado e podem ser renovados ou não a critério do franqueador. Por isso, é fundamental calcular o tempo necessário para ter o retorno do capital investido;

– O pagamento de taxas: integrar uma rede de franquias também gera a obrigação de arcar com uma série de taxas, a exemplo dos royalties e contribuição com os fundos propaganda;

– A manutenção dos padrões: além de não ter liberdade para inovar nos procedimentos da empresa, o franqueado deve dar livre acesso aos supervisores de campo, a fim de que eles possam conferir se a unidade está mantendo os padrões exigidos pela franquia.

Como escolher a melhor franquia?

Avalie o seu perfil de franqueado

O ponto de partida para a escolha de uma franquia é realizar uma autoanálise, identificando o ramo de atuação que mais combina com o seu perfil. Nesse momento, muitos empreendedores cometem o erro de pensar apenas no retorno financeiro e, posteriormente, têm dificuldades na gestão do negócio, devido à falta afinidade com o segmento.

Vale lembrar que, para quem está em busca não somente da independência financeira, mas também de autonomia para gerenciar o próprio negócio, em uma rede de franquias, haverá uma supervisão constante — os franqueadores avaliarão os indicadores de desempenho e existe um modelo de condutas mais rígido a seguir.

Leve em conta o orçamento disponível

O orçamento disponível para o investimento inicial consiste em um fator determinante na eleição de uma franquia para se investir. Saiba que, como futuro empreendedor, você encontrará os mais diversos valores disponíveis para se tornar um franqueado.

Todavia, mesmo que a sua reserva financeira lhe permita optar apenas por franquias baratas, é preciso ter em mente que existe um certo tempo para que a empresa comece a dar retorno. Então, para evitar dificuldades com o caixa, recomenda-se que haja uma reserva de pelo menos 3 meses do valor do capital de giro.

Isso significa que não podemos dispor de todo o orçamento apenas com a compra do direito de ser um franqueado. Se a disponibilidade do orçamento é de R$ 100.000,00, a sua procura deve ser por franquias cujo valor investimento inicial esteja abaixo de tal quantia.

Considere a reputação da franquia

Se o objetivo é apostar em um negócio que já está em funcionamento no mercado, é importante conferir a credibilidade que essa marca tem com o público-alvo — se ela é bem-aceita pelos consumidores. Afinal, se fosse para investir em algo desconhecido, você montaria uma empresa do zero, e não uma franquia.

Nesse viés, antes de tomar a sua decisão, procure saber sobre a reputação das possíveis candidatas: o nível de satisfação dos consumidores, a saúde financeira de cada uma, bem como as suas perspectivas de crescimento.

Para quem sonha em montar o próprio negócio, mas não tem muito dinheiro nem experiência com gerenciamento de uma empresa, investir em franquias baratas é uma excelente alternativa. Existe um leque de opções nesse mercado, que garante a segurança e o apoio de que não somente os empreendedores de primeira viagem precisam, sendo também um sistema vantajoso aos mais experientes.

Gostou do artigo? Nossas dicas foram úteis para você fazer uma boa escolha de franquia para investir as suas reservas financeiras? Então aproveite para conferir 8 cuidados com contratos de franquia que você precisa ter!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *